Ir para a rua procurar emprego

Tenho tido conhecimento de vários casos de pessoas que ficam desempregadas na industria e contrariamente à tendência não ficam a receber subsidio de desemprego durante muito tempo.

E qual é o segredo?? Basicamente estas pessoas em vez de esperarem que o centro de emprego lhes arranje emprego vão para a rua bater à porta de empresas do ramo onde querem trabalhar, e rapidamente arranjam emprego, pelo menos nos casos que me têm sido reportados. Em alguns dos casos que conheço em dois dias as pessoas já tinham um novo emprego.

A estratégia é boa, uma vez que muitas empresas não recorrem aos centros de emprego nem publicam na internet os seus anúncios de recrutamento. Além disso esta forma de procurar trabalho obriga quem procura a andar na rua, muitos empregadores anunciam nas montras as suas vagas fazendo com que as hipóteses de quem procura trabalhar aumentem, uma vez que em quanto se deslocam para procurar emprego podem “tropeçar” numa oportunidade e agarrá-la mesmo sendo fora da área que procura, mas pelo menos começa a ganhar dinheiro, que é para isso que trabalhamos.

A primeira coisa que precisamos para começar a abordagem às empresas é perder a vergonha, não estamos a roubar nem a fazer mal a ninguém, queremos apenas trabalhar, temos que estar preparados para ouvir NÃO e não desistir.

Pode parecer tentador ficar em casa a receber fundo de desemprego em vez de aceitar um emprego a ganhar o ordenado mínimo, mas o fundo de desemprego é temporário e quando acabar ou for cortado a pessoa vai ter mais dificuldade em se integrar no mercado de trabalho, uma vez que estar sem fazer nada em casa faz com que se percam os hábitos que adquirimos a trabalhar e quer queira quer não também conta para o índice de preguiça! e de disposição para o trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *