O que é o Europass???

O Europass serve para apresentar as suas competências e qualificações de uma forma clara e facilmente compreensível em toda a Europa (União Europeia, EFTA/EEE e países candidatos), os documentos que compõe o Europass são comuns a toda a comunidade comum facilitando a Mobilidade dentro dos países aderentes.

 

O Europass consiste em 5 documentos:

– Curriculum Vitae Europass

– Passaporte de Línguas Europass

– Europass-Suplemento ao certificado

– Europass-Suplemento ao Diploma

– Europass Mobilidade

Os dois primeiros documentos da lista são preenchidos pelo candidato, os outros três são entregues ao cidadão pelas autoridades competentes quando solicitados.

Para mais informações em português deixo aqui alguns links úteis para quem pretende saber mais sobre o Europass:

O que é o Europass e os elementos que os compõe (Este é o site oficial do Europass, pelo que as informações que contem são verdadeiras)

Modelo de Curriculum Europass

Exemplo de Curriculum Europass (Preenchido)

Instruções de preenchimento do Curriculum Europass 

Lei que fundamenta o Europass

O Curriculum Vitae

O Curriculum Vitae também conhecido por Currículo, é uma das primeiras coisas a preparar para iniciar a procura de emprego, costumo dizer que apesar de haver muitas “formulas” e modelos de currículos, que o currículo deve ter sempre algo pessoal, que reflicta um bocado de nós próprios.

Se nos limitar-mos apenas a preencher um modelo de currículo, será apenas mais um na pilha, não lhe devemos também dar um cunho excessivamente pessoal, embora desejemos ter um currículo que se diferencia não devemos por exemplo colocar cores berrantes.

O currículo deve ser objectivo e claro, ou seja não temos que explicar ao empregador que acabamos o curso com 18 porque estudamos muito, basta referir que acabamos com 18, o excesso de informação pode levar a quem analisa o currículo avançar partes importantes às quais não demos o ênfase suficiente, e se tivermos muita “palha” é mais um factor a pesar para poderem passar à frente itens importantes.

As partes essenciais do currículo são:

O cabeçalho: Onde devemos colocar as informações pessoais, nome,  morada e contactos.

Devemos também a seguir ao cabeçalho referir o objectivo do currículo, ou mais concretamente o cargo a que nos estamos a candidatar, por exemplo “Director de recursos humanos”.

De seguida referimos a nossa formação académica, de preferência por ordem cronológica e referindo as notas obtidas em cada fase do ensino.

De seguida podemos complementar a formação académica com outras formações que tenhamos frequentado, mesmo que as mesmas não sejam relevantes para o cargo a que nos estamos a candidatar.

É também obrigatório no Currículo referir experiências profissionais anteriores, referindo o empregador, o cargo e data de admissão e saída.

Podemos complementar também o currículo com Informações adicionais, como prémios, disponibilidade para viajar, etc… tudo o que possa enaltecer a nossa imagem.

Em breve vamos publicar aqui modelos de currículos.