Novas regras no subsidio de desemprego

Uma das medidas que foi acordada com o FMI foi a redução na duração do subsidio de desemprego que passará a ser de 18 meses, um corte para metade pois actualmente é possível receber este apoio até aos 3 anos.

Além da diminuição do valor do subsidio atribuído, após 6 meses a receber o subsidio de desemprego este terá um corte de 10% para incentivar a procura de emprego.

No meio de todas as novas regras que li a única que me parece “favorecer” os empregados é o tempo mínimo de trabalho para usufruir do subsidio de desemprego diminuir de 15 para 12 meses.

Atenção que as novas regras ainda não estão em vigor e ainda carecem de aprovação, mas como estão a ser impostas pelo FMI muito dificilmente serão melhores….