As novas regras para as indemnizações por despedimento

Acabei de ler um artigo interessante no Jornal Económico, onde são enumeradas as novas regras para o cálculo das indemnizações para o despedimento.

As regras a aplicar não tem efeitos retroactivos ou seja só serão aplicadas a novos contractos, a regra que mais me chamou a atenção e que creio que será a que tem mais impacto é a que diminui a retribuição de cada ano de trabalho que até agora era um mês completo por ano e agora passou para 20 dias de remuneração por cada ano de trabalho até um limite de 12 meses ou 240 salários mínimos, isto significa que após 12 anos de trabalho na mesma empresa  se atinge o limite máximo da indemnização em caso de despedimento.

No artigo que referi do Económico estão outras regras explicadas ao pormenor, resta-nos esperar que se fiquem por aqui, estes cortes aliados à incidência dos impostos particularmente do corte no 13º mês e no aumento generalizado nos produtos que consumimos no dia a dia e também o aumento dos juros dos empréstimos,  dificultam cada vez mais a subsistência mesmo a quem aufere salários mais altos.

Artigo Original: Saiba o que vai mudar nas indemnizações por despedimento